Notícias

17 de agosto de 2020

Você sabe por que alguns esportes ganham destaque na mídia?

Para entender um pouco mais a respeito dos porquês da relação entre os esportes e a mídia, os professores Renata Ranieri e Cristiano Jardim (Xingu) realizaram um bate-papo, na aula online ao vivo, de Educação Física, com o jornalista Bruno Furtado.

Bruno trabalha, há 20 anos, no Portal Super Esportes de BH, do grupo Estado de Minas. Começou a cobertura esportiva em 1997 e, durante 11 anos, cobriu o dia a dia do Cruzeiro, no site. Desde 2011 é editor do Portal.

O futebol sempre em alta

No bate-papo, conduzido a partir de perguntas enviadas pelos alunos, Bruno explicou que o espaço maior que a mídia sempre destina ao futebol em relação a outras modalidades esportivas no Brasil, acontece em consequência do cenário do nosso país, onde o futebol é o principal esporte. Em seguida vêm o vôlei e o basquete. Segundo ele, no Brasil temos também outros esportes, que não geram grandes audiências, mas ganham medalhas como, por exemplo, avela e o judô.

Bruno explica que algo semelhante ao que acontece no Brasil ocorre também em outros países em relação aos esportes. O hábito da imprensa de elencar os esportes tem muito a ver com o que é mais popular em cada local. E, consequentemente, a grande mídia tende a oferecer mais conteúdos de maior interesse do público. Como o futebol interessa muito o brasileiro, tem um público consumidor grande e gera muito dinheiro, os veículos de comunicação, de maneira geral, oferecem muitos conteúdos relacionados a esse esporte.

O jornalista brinca, dizendo que, nesse caso, é difícil saber quem veio primeiro: o interesse do público pelo futebol ou a maior oferta de conteúdo da imprensa ao público.

Ele acredita, no entanto, que se trata de uma necessidade mútua: na verdade, a imprensa oferece mais conteúdo ao público que, por sua vez, tem mais interesse naquele conteúdo.

O interesse do público pelas notícias associadas ao esporte

Além do interesse que o brasileiro tem pelos jogos de futebol, Bruno Furtado observa que a divulgação de notícias associadas ao esporte, de forma geral, provoca um grande engajamento do público. Confira o que ele diz no vídeo abaixo:

Um recado especial aos alunos

Ao finalizar, o jornalista deixou uma mensagem aos alunos: "Se alguém aqui tem interesse pelo jornalismo, não necessariamente o jornalismo esportivo, o que eu recomendo é que façam sempre bem o que vocês se propuserem a fazer. No caso do jornalismo, a gente às vezes tem de publicar alguns conteúdos menos nobres, como é o caso, por exemplo, de algumas fofocas associadas ao esporte, pelo interesse da audiência, da empresa onde trabalhamos. Mas é preciso fazer também, e a gente faz em boa proporção, o jornalismo que apura, que investiga. Então, seja qual for a profissão que vocês escolherem, não escolham só pelo dinheiro. O mundo está em transformação, as profissões também estão mudando. E, vocês devem se propor a fazer aquilo que escolherem da melhor forma possível”.

 

 

 

 

Compartilhe