Notícias

04 de julho de 2023

Sete filmes produzidos por nossos alunos foram selecionados para a CineOP 2023

Sete filmes produzidos por nossos alunos foram selecionados para a 18ª Mostra de Cinema de Ouro Preto (CineOP), realizada de 21 a 26 de junho, considerada como o único evento no Brasil a evidenciar o cinema como patrimônio, preservação, história e educação. Esse é o segundo ano consecutivo que as produções dos alunos são selecionadas para a CineOP. 

Os filmes foram produzidos por 22 estudantes, sendo eles de três turmas da 2ª série e uma da 1ª série do Ensino Médio. As produções foram idealizadas a partir de uma iniciativa do Colégio, de caráter teórico-prático, seguindo as inovações promovidas pelo novo Ensino Médio. Os trabalhos fazem parte do módulo formativo “Cinema Além das Telas", ministrado pelo professor Gustavo Jardim, ex-aluno do Colégio. 

Entraram em cartaz na mostra os curtas: “Antolhos”, filme de Gabriela Bastos, Valentina Mourão e Anna Sant'ana; “Planos” de Anna Sant'Ana; “Primeira Sessão” produzido por Lavvínia Drumond; “Vaso ruim de quebrar” de Yasmim Freitas; “O que abriga o escuro?” filme de Beatriz, Henrique, João, Laura, Levi e Livia Marcelle; “Manipulador”, produzido por Marcela Fernandes, Maria Lamounier, Davi Lanna e Vitória Gontijo; e “Em busca da autodestruição” de Isadora Poeiras.   

Seis filmes estão estreando no CineOP. e o “Manipulador” fez estreia no Festival Hacelo Corto, que aconteceu no fim de 2022, em Buenos Aires, na Argentina. “Estamos honrados e nos sentimos realizados por mais essa participação em um evento cinematográfico histórico”, destaca Gustavo. O professor conta que a eletiva representa uma integração do ambiente escolar com o universo de trabalho no campo das artes. 

"Nas aulas trabalhamos com experimentações de linguagens audiovisuais e até mesmo a invenção de novas formas de expressões. As participações nos festivais de cinema são uma comprovação de que temos cumprido nosso papel de apresentar para os estudantes espaços de circulação das produções artísticas, para que possam vivenciar essa experiência profissional como um todo, desde a inspiração, a criação do projeto, a gravação, a edição e a estreia”, detalha. 

No CineOP 2023 os filmes dos alunos foram exibidos como parte integrante da Mostra Educação, no dia 26.  Depois da sessão, os estudantes participaram de mesas de debate com o público para falar sobre a experiência e os desafios que tiveram com as produções.

A estudante Maria Lamounier, que participou da produção do curta "Manipulador'', ressalta o quanto é gratificante participar da 18ª Mostra de Cinema de Ouro Preto . “O sentimento, primeiramente, foi de gratidão pela oportunidade que nos está sendo proporcionada. Quando fiquei sabendo que nosso curta seria exibido lá, fiquei muito feliz.”

Ela destaca que a eletiva de cinema tem sido de extrema importância para sua formação. “Sempre fui uma pessoa extremamente conectada com as artes e sempre me senti impulsionada a me expressar através delas. Essa eletiva tem sido uma maneira incrível de me conectar mais com esse meu lado, que em função da correria e das obrigações do Ensino Médio, eu havia deixado um pouco de lado. Eu ainda não defini exatamente com o que quero trabalhar no futuro, mas as artes sempre foram uma grande paixão minha”, pontua.

A aluna Marcela Fernandes, que também fez parte da produção do "Manipulador'', conta que o objetivo do curta é relacionar o tema proposto com uma crítica que envolvesse a realidade dos adolescentes na sociedade. “Foi um trabalho emocionante e fazer parte do festival é muito gratificante. Eu sempre fui apaixonada por fotografia e cinema. Assistir às aulas do professor Gustavo, evoluir minha capacidade de interpretação e aprender mais sobre esse universo, que eu tanto amo, está sendo uma experiência maravilhosa e relaxante”, diz.

Compartilhe