Notícias

03 de setembro de 2021

Espiritualidade, vivências e partilhas interligaram as atividades do Mês Agostiniano

O Mês Agostiniano 2021 foi intenso. Nele vivenciamos uma série de atividades que envolveram e interligaram a nossa Comunidade ao carisma e à espiritualidade agostinianas. Celebrações, ações solidárias, encontros e partilhas fizeram parte da programação especial em homenagem ao nosso Patrono, Santo Agostinho.

 Somos uma Escola Agostiniana em Pastoral: tudo está interligado 

O Mês Agostiniano contou com o tema “Somos uma Escola Agostiniana em Pastoral: tudo está interligado” e teve como lema: “Um só corpo, uma só alma, um só coração!” (cf. Regra de S. Agostinho, 3). 

Estamos interligados pelo fio da história: o que somos hoje é fruto daquilo que Santo Agostinho iniciou e intuiu, e que tantos outros continuaram. Estamos interligados pela natureza do que fazemos: educar sob a perspectiva de Jesus Cristo e sua boa-nova. Estamos interligados pelo modo como fazemos: o educar agostiniano pretende estar sempre impregnado do senso de acolhida, empatia, escuta e respeito entre as pessoas.

modelo-fotos.jpg

O símbolo e os valores de uma Escola Agostiniana em Pastoral foram explorados para a ambiência nos espaços físico e virtual (foi criada uma trilha de aprendizagem sobre o tema no Campus).

Confira as principais atividades:

 Papo Depas: Agostinho, o Pastor - vivendo o seu legado 

Um bate-papo descontraído e cheio de significados, realizado por meio do Instagram, com Frei Jeferson Felipe Cruz, OSA, com Frei Caio Pereira, OSA, e com um aluno e uma ex-aluna do Colégio. 

No Papo Depas, conversamos sobre o que é ser Escola em Pastoral e onde encontramos a inquietude que move as nossas ações. Frei Jeferson também falou um pouco sobre as experiências de Santo Agostinho como pastor e quais são os legados do nosso Patrono para todos nós.  

O Colégio Santo Agostinho vive o carisma e a prática agostinianas, e isso tem trazido bons frutos. Para enriquecer ainda mais o bate-papo, Frei Caio convidou o aluno da 3ª série do Ensino Médio, Mateus Cursino, e a ex-aluna Anna Clara Rodrigues para relatarem quais ensinamentos de uma Escola Agostiniana eles levam para a vida.

modelo-fotos-papodepas.jpg

E, para finalizar, Frei Caio fez, a todos participantes, a seguinte pergunta: Por que vale a pena ser agostiniano? Confira o bate-papo completo, clicando no link a seguir: www.instagram.com/colegiosantoagostinho.bh

 Bênção aos estudantes 

Em 11 de agosto, Dia do Estudante, a equipe do Depas visitou todas as salas de aula para celebrar a data e rezar a Oração do Estudante Agostiniano, que foi afixada em todas as salas.

Os alunos da 3ª série do Ensino Médio ganharam um novo espaço, preparado especialmente para acolher os estudantes que passam por este momento tão importante da trajetória escolar. O lançamento e bênção do espaço foram realizados também no mês de agosto, momento em que os alunos retornaram presencialmente ao Colégio. Clique aqui para conferir como foi esse momento.

E, para tornar o espaço ainda mais especial, o Depas, na presença do Frei Caio Pereira,OSA, visitou todas as novas salas levando um lindo estandarte de Santo Agostinho, como símbolo da presença do carisma agostiniano junto aos nossos estudantes. Agostinho, um inquieto buscador, torna-se referência para que nossos estudantes possam interligar a inteligência e o coração na construção de seus projetos de vida.

 Mesa-Redonda - A amizade em Santo Agostinho: conceito inspirador da Escola em Pastoral 

Um bate-papo sobre a importância da amizade para a Escola em Pastoral. A escola é, por excelência, um ambiente de socialização: nela, aprende-se o saber conviver, em virtude da própria natureza plural e da diversidade de saberes e relações interpessoais ali vivenciadas. Mas, como a amizade e o saber conviver se articulam no cotidiano da escola?

modelo-fotos-mesa-redonda.jpg

Participantes: Frei José Maurício da Silva, OSA; Lucas Fortunato, agente de pastoral; Joaquim Nogueira, professor de Ensino Religioso; e Jean Carlos Ferreira, coordenador do Departamento de Pastoral e Ações Sociais do Colégio Santo Agostinho - Unidade Contagem. 

Clique aqui e confira a gravação da live.

Gruca – Grupo de Convivência Agostiniana:  
 momentos de integração dos jovens 

Grupo de Convivência Agostiniana (Gruca) promove a união entre os alunos, inspirados nos ideais cristãos de Santo Agostinho, buscando ter um só coração orientado para Deus. Durante os encontros, realizados às quartas-feiras, são discutidos temas de interesse dos jovens, com momentos de oração, dinâmicas e partilhas. 

Durante o mês de agosto, os participantes do Gruca promoveram três encontros: 

Altos Papos: Estudante agostiniano que sou! 

Um bate-papo sobre o tema “IDENTIDADE: Quem sou?”, motivando os alunos a um caminho de interioridade, a olharem para si mesmos, reconhecendo os valores agostinianos que têm. O encontro foi mediado pela agente de pastoral Érika Rodrigues e pela convidada Néia Barros. 

Altos Papos: Estudante agostiniano que sou para além da escola! 

O que você faz? O que você vive?

A partir dessas perguntas, os participantes refletiram sobre as suas vivências e experiências. Também revisitaram os simbolismos agostinianos (coração, livro, flecha e chama), com a seguinte indagação: "O que você faz para viver esse coração fora de você?”.

O mediador do encontro foi Alexandre Oliveira, coordenador de Formação Humano-Cristã e professor. 

Confraternização e Amizade: uma live do Gruca 

Um encontro especial e animado feito por alunos e ex-alunos do Colégio e integrantes do Gruca - Grupo de Convivência Agostiniana, com atividades, desafios de arte, quiz, bate-papo, depoimentos e muito mais. A live foi realizada pelo canal do Colégio no YouTube. Clique aqui para assistir.

Módulo “Cinema para além das telas”:
“O Jovem Agostiniano e seu compromisso de amor na Cidade dos Homens”

Em parceria com o Depas, os estudantes do Ensino Médio que participam do módulo formativo “Cinema para além das telas” refletiram sobre a construção da Cidade de Deus na Cidade dos Homens, originando, como objeto final de trabalho, um curta-metragem com o título: O amor na Cidade dos Homens. 

Durante o curta, os alunos apresentaram o Depas, as pessoas que fazem parte desse departamento e o bonito trabalho realizado por ele. 

Os alunos apresentaram o curta-metragem aos demais colegas em live realizada pelo Teams. 

 Programa Entrelaçar: conhecer para solidarizar 

O Programa Entrelaçar é composto de um conjunto de projetos interdisciplinares desenvolvidos pelas diferentes séries e segmentos, que, junto à comunidade, trabalham em prol da busca de uma vida humana mais justa, favorecendo o desenvolvimento da autonomia, da responsabilidade e do protagonismo juvenil, de forma crítica e criativa. 

Contando com o rigor acadêmico, o projeto é norteado pela possibilidade de experienciar valores essenciais para a formação dos nossos educandos, tais como a solidariedade e o compromisso social, além de proporcionar situações de reflexão e de qualificação do projeto de vida de cada um. Na conclusão de cada projeto, é proposto um gesto concreto por meio de uma Campanha Solidária, que neste ano culminou no Drive-Thru Solidário. 

Confira abaixo os projetos pertencentes ao Programa Entrelaçar que foram trabalhados durante o Mês Agostiniano. 

modelo-fotos_entrelacar.jpg

A África em todos nós: negros são parte da nossa identidade 

Durante o mês de agosto, as disciplinas de Arte, Educação Física, Geografia, História, Português e Produção de Textos trabalharam, com os alunos do 6º ano, o projeto A ÁFRICA EM TODOS NÓS - Negros são parte da nossa identidade, promovendo um diálogo cultural. 

Uma das iniciativas desse projeto foi o encontro virtual com professores, moradores de comunidades quilombolas e freis agostinianos que acompanham o trabalho desenvolvido na Chapada do Norte, em Minas Gerais. A cidade está situada na região do Vale do Jequitinhonha e é considerada o município com a maior presença de quilombos em todo o país. 

Esse projeto despertou um olhar de empatia sobre os povos afrodescendentes, que muito contribuem para nossa cultura e nosso viver. 

Aumente o volume e confira, no vídeo abaixo, um pouquinho do que foi esse encontro. 

Projeto Providência: são crianças como a gente 

Também desenvolvido com os estudantes do 6º ano, o Projeto Providência busca lançar luz ao trabalho desenvolvido por um projeto de mesmo nome que oferece atendimento diário a cerca de 1.840 crianças, adolescentes e jovens nas Unidades da Fazendinha (Aglomerado da Serra), Taquaril e Vila Maria. 

Realizado pelo Teams, o encontro reuniu representantes do Projeto Providência, professores do Colégio, pais e alunos em um intercâmbio de saberes. 

Clique aqui e confira como foi o encontro.

Projeto Diversidade: o amor é a língua universal 

Interação, afeto e respeito ao diferente. Esse é o objetivo do Projeto Diversidade, que trabalha com os alunos do 2º ano EF os conceitos de alteridade e surdez, em parceria com a Escola Francisco Sales, escola para surdos em BH. 

Durante as aulas do mês de agosto, os alunos aprenderam que o amor é a língua universal. 

Projeto Crescer: precisamos esperançar 

Durante o mês de agosto, os alunos da Educação Infantil e do 1º ano participaram de várias atividades do Projeto Crescer, nas aulas de Ensino Religioso. Juntos, refletiram sobre o crescer entre amigos, cuidar e esperançar, e conheceram a Creche Padre Eustáquio, uma das instituições que receberam as doações arrecadadas durante o Mês Agostiniano e no Drive-Thru Agostinianos na Sociedade.

 Agostinianos Presentes na Sociedade 

O Mês Agostiniano é celebrado de uma forma muito especial com diversas atividades. Uma delas é exemplo de solidariedade: o Drive-Thru Solidário Agostinianos presentes na Sociedade.

Foram recebidas doações de roupas, alimentos, livros, brinquedos, material escolar, materiais de limpeza e de higiene pessoal, que serão destinados a pessoas em vulnerabilidade social atendidas pelas instituições parceiras do Depas – Departamento de Evangelização, Pastoral e Ações Sociais do Colégio Santo Agostinho.

Essas instituições foram apresentadas aos alunos por meio do Programa Entrelaçar. Conhecer é sempre o primeiro passo para uma ação legítima. Precisamos conhecer para solidarizar.    

 Celebração de Santo Agostinho 

Mês Agostiniano 2021 foi encerrado no dia 28 de agosto, com a celebração de Santo Agostinho, presidida por Frei Luiz Antônio Pinheiro, Prior Provincial e Presidente da Sociedade Inteligência e Coração, mantenedora do Colégio Santo Agostinho.

Durante a celebração, Frei Luiz destacou que, no livro Confissões, Santo Agostinho reflete com profundidade sobre o que significa o coração humano. Agostinho descreve o quanto trabalhou para descobrir quem realmente era, sem conseguir chegar a uma conclusão: "Me percebo como uma grande questão." (Santo Agostinho, cf. Confissões).

modelo-fotos-missa.jpg

Frei Luiz ressaltou que Agostinho buscou conhecer a si mesmo profundamente em todos os sentidos. E, citando Santo Agostinho, disse: "Não é aquilo que vem de fora que torna impuro o coração do ser humano, mas aquilo que brota, que vem de dentro, aquilo que ainda não está purificado. Que não está lavrado e trabalhado com grande dificuldade. Quem pode conhecer o coração do ser humano, senão o espírito que nele está? O coração humano é um abismo. O abismo é uma imagem muito cara para Santo Agostinho, pois representa as profundezas do oceano, onde há trevas, mas onde há, também, animais luminosos."

E citou um trecho da canção “Caçador de mim”, de Sérgio Magrão e Luiz Sá, como uma das músicas populares com sabor mais agostiniano que tem encontrado: “Por tanto amor, por tanta emoção, a vida me fez assim: doce ou atroz, manso ou feroz, eu caçador de mim.”

"Santo Agostinho é único na lucidez de seu pensamento, na profundidade da sua experiência humana, na sua atualidade. Ele representa aquilo de mais humano e profundo que existe naquele que acredita no amor de Jesus, que acredita no Deus que Jesus revelou. Ao celebrar Santo Agostinho, que teve um olhar lúcido e uma voz profética sobre a realidade do seu tempo, nós também queremos buscar a inspiração para construirmos uma humanidade nova, baseada nesse respeito profundo, nesta fraternidade universal, na amizade tão agostiniana que nos une. Na atenção à beleza que está no coração de cada ser humano", disse Frei Luiz Antônio.

Compartilhe