Notícias

23 de abril de 2019

Momento Cívico lembra datas especiais da nossa história

O momento Cívico realizado, no Colégio, nesta segunda-feira, 22 de abril, nos turnos manhã e tarde, para lembrar o Dia de Tiradentes, chamou a atenção também para datas e acontecimentos significativos nesse período: dia da causa dos povos indígenas, Tiradentes, Domingo de Páscoa e “Descobrimento” do Brasil.

Além disso, o momento foi também ocasião especial de uma homenagem do Colégio ao Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Minas Gerais, pelos serviços prestados, no socorro às vítimas do desastre da barragem de Brumadinho, em janeiro de 2019.

IMG_8411.JPG

Ações heroicas do dia a dia

“Pensar em Tiradentes, muitas vezes, nos remete ao heroísmo de suas atitudes. Porém, atualmente, sabemos que um ato heroico não consiste apenas em atos políticos extraordinários, mas, sobretudo, em ações diárias que promovam a dignidade e a liberdade do outro, contribuindo, assim, para a garantia de uma vida plena”, afirmou o professor representante da cadeira de História, Luiz Cláudio.

Como exemplo, ele citou a atuação competente e digna do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais no resgate das vítimas da barragem da Vale, em Brumadinho. “Mulheres e homens deixaram em casa seus familiares e colocaram em risco suas próprias vidas, comprometendo-se no trabalho de salvar pessoas, em quaisquer situações em que se encontrassem. Por isso, hoje faremos a eles uma justa homenagem”.

IMG_4086.JPG

Datas cercadas de dor

Ao falar aos alunos da Educação Infantil à 3ª Série do Ensino Médio, professores e colaboradores presentes, o diretor Clovis Oliveira observou que estamos no período da Páscoa, que significa ressurreição, passagem da morte para vida, do pecado para a graça, das trevas para a luz. “Este ano, de maneira muito especial, o dia 21 de abril está próximo de muitas outras datas significativas para o povo brasileiro. Em 19 de abril, celebramos o dia da causa e diversidade dos povos indígenas, que têm papel muito importante no Brasil e na América Latina, na defesa da natureza e na conservação da terra que, para eles, é sagrada.

Hoje nós lembramos Tiradentes, alguém que há muitos anos já lutava contra os estragos que a mineração fazia em nosso Estado e em nosso país. Além disso, 22 de abril é também o dia do “Descobrimento” do Brasil que, infelizmente, significou o “encobrimento” dos povos indígenas que já habitavam essas terras e que não tiveram as suas regras, os seus direitos respeitados.

Com essas três datas: 19, 21 e 22 de abril, esse nosso momento cívico está cercado de dores. O ano de 2019 começou com muitas tragédias e continuamos a ter notícias de tantas outras. A mais próxima de nós: o rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho, nos traz uma proximidade muito grande com heróis que estão perto, como a corporação dos bombeiros, que se dedicou e se empenhou de maneira heroica no socorro e no resgate às vítimas do desastre, em janeiro desse ano”, afirmou o diretor.

Homenagens aos soldados e às vítimas

A homenagem ao Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Minas Gerais pelos serviços prestados na tragédia de Brumadinho foi realizada nos turnos manhã e tarde. Pela manhã, a soldado Camila e à tarde, o soldado Malaco receberam cartas de agradecimento escritas e ilustradas pelos alunos do Ensino Fundamental I e placa de homenagem entregue pelo diretor, em nome da comunidade agostiniana.

Os dois soldados compartilharam suas experiências, observando que a ocorrência de Brumadinho foi e continua sendo muito triste e muito difícil. E que, diante dela, experimentam uma sensação boa de poder ajudar, mas, ao mesmo tempo, de muita tristeza pela grande tragédia.

Em seguida, ao som da música Hallelujah (Aleluia), os alunos relembraram, em cartazes, o nome de cada uma das vítimas do desastre. E, de forma simbólica, as homenagearam amarando fitas pretas na grade da quadra do Colégio.

IMG_4100.JPG       IMG_4104.JPG


    IMG_8461.JPG         IMG_8463.JPG

Compartilhe