Notícias

28 de novembro de 2019

Lixo Zero: uma semana para conscientização e mobilização sustentável

Você sabia que no Brasil se produz cerca de 3,5 milhões de toneladas de lixo todos os dias?

Os lixões não conseguem armazenar todo o descarte realizado e por isso, uma das soluções é a reciclagem dos resíduos. Além de amenizar o problema do lixo nas cidades, a reciclagem gera renda para milhares de famílias no mundo todo, e são o começo de um desenvolvimento sustentável nas sociedades modernas.

Para conscientizar e mobilizar os alunos a terem comportamentos sustentáveis no ambiente escolar, o Grêmio Estudantil do Colégio Santo Agostinho - Gecsa, com o apoio do Grupo de Trabalho, Envolvimento e Iniciativa Ambiental – Gteia, realizou no período de 19 a 23 de novembro, a Semana Lixo Zero.

A semana contou com intervenções na hora do recreio, exposições fotográficas e cinematográficas, além da exibição do documentário “A plastic ocean”. O projeto buscou focalizar as ações de coleta de lixo já existentes no Colégio, como o Ecoponto e as lixeiras coloridas, que diferenciam resíduos recicláveis e não-recicláveis, distribuídas pelos corredores.

O Gecsa também produziu um vídeo, disponível para os alunos no Conecsa, com o objetivo de informar sobre a atuação do Gteia no Colégio e mostrar a importância da utilização do Ecoponto. Assista ao vídeo abaixo:

Fridays for Future

Durante o primeiro dia, o projeto Semana Lixo Zero foi apresentado pela presidente, vice-presidente e diretora Socioambiental do Gecsa. Também nesse dia, representantes do movimento Fridays for Future realizaram intervenções no horário do recreio.

O movimento mundial Fridays for Future se iniciou em agosto de 2018 pela jovem sueca Greta Thunberg, de 16 anos, que sentou-se em frente ao Parlamento sueco, sozinha, carregando um cartaz em que se lia skolstrejk för klimatet! (greve escolar pelo clima,) e distribuiu panfletos com dados sobre o aquecimento global.

Seu objetivo era protestar contra a inércia dos tomadores de decisão em relação à contenção das mudanças climáticas. Ao longo de três semanas, a cada sexta-feira, Greta repetiu o protesto e compartilhou suas ações no Instagram e no Twitter. Iniciou-se ali um movimento de mobilização que culminou numa greve pelo clima que reuniu quase 1,5 milhão de estudantes de mais de 100 países, em 15 de março de 2019. As hashtags #FridaysForFuture e #Climatestrike se espalharam pelo mundo e muitos estudantes se uniram ao movimento, entre eles, alguns dos nossos alunos.

Nosso próprio lixo

Nos corredores do Colégio, uma exposição fotográfica mostrou o lixo produzido nos horários de recreio. As fotos do aluno da 2ª série EM, Thales Teodoro Batista (@thales_bah), revelaram o desleixo de alguns alunos ao deixarem o próprio lixo espalhado pelo pátio.

IMG_4454.jpg IMG_5345.jpg IMG_4832.jpg

Para o Gecsa, o objetivo da ação é alertar os estudantes sobre a quantidade de lixo deixado, diariamente, no chão da escola e incentivar a mudança de postura em relação ao meio ambiente.

Muitos dos alunos não percebiam a quantidade de lixo acumulada no pátio porque os colaboradores dos serviços gerais prezam pela limpeza constante do local.

Tartaruga marinha: uma escultura de plástico

No período de um mês, as alunas Olívia Palmier, embaixadora socioambiental e Marcella Abranches, diretora financeira e de tecnologia do Gecsa, recolheram copos plásticos utilizados pelos alunos no horário de lanche. Com o material, criaram em parceria com a professora de artes, Carolina Morais, uma escultura de uma tartaruga marinha.

IMG_5566.jpg

A instalação denunciou a contaminação oceânica. Estima-se que cerca de 14 bilhões de toneladas de poluentes atingem os oceanos anualmente. Além disso, a tartaruga exposta em uma das rodelas do pátio representou também a importância da reutilização de materiais não-degradáveis.

Um oceano de plástico

Durante o horário do recreio, de terça a quinta-feira, foi exibido, na sala de reuniões Tagaste, o documentário A Plastic Ocean (Um oceano de plástico).

No documentário A Plastic Ocean, uma equipe internacional de aventureiros, pesquisadores e embaixadores do oceano, vai em missão por todo mundo para descobrir a verdade, chocante e real, do que sob a superfície do nosso Oceano.

O documentário mostra imagens da vida marinha, da poluição plasmática e suas últimas e tristes conseqüências para a saúde humana e a vida animal. Segundo o Gecsa, o documentário incentiva a mudança de hábitos e nos faz enxergar o lixo de uma forma mais responsável.

Iniciativa realizada com grande êxito  

Alunos, professores e funcionários abraçaram a iniciativa do Gecsa participando das atividades propostas. Segundo a aluna Júlia Paes de Viterbo, a Semana Lixo Zero "suscitou uma crítica ecológica de maneira digna de visibilidade e, inclusive, de teor artístico. Apesar desses logros, ainda é claro que a comunidade agostiniana muito tem a aprender no que tange à real absorção do conceito de sustentabilidade - que, de fato, pressupõe a receptividade às ideias tão elementarmente difundidas nessa Semana. Ressalta-se que o viés sustentável ainda precisa ser mais afirmado nos anos que se seguirão a este primeiro, em que o tema foi abertamente pautado com adequação. Assim, sequenciando o primeiro de muitos anos da atuação dessa organização estudantil, criada ainda neste ano, espera-se que ao agostiniano possam-se atribuir, no futuro, as qualidades bem exortadas nesses dias passados."

A Semana Lixo Zero encerrada com grande êxito, na última sexta-feira (22), marcou a conclusão do primeiro grande projeto do Grêmio Estudantil do Colégio Santo Agostinho – BH, que também fala sobre a realização deste evento e adianta suas próximas ações: "Gostaríamos de agradecer profundamente a todos os alunos, professores e funcionários da instituição que se mobilizaram com as nossas propostas, seja assistindo às intervenções promovidas no pátio, seja participando ativamente das nossas atividades, e destacar a sua fundamental importância na consolidação desse projeto. Como afirmamos nos discursos de abertura da terça-feira (19), concebemos a Semana Lixo Zero como um pontapé inicial para promovermos a diminuição efetiva do consumo de plástico e papel no Colégio. Nesse sentido, os nossos dois futuros objetivos são a substituição dos copos de plástico na cantina por copos de alumínio e a ampliação do Ecoponto.” (Grêmio Estudantil do Colégio Santo Agostinho)

O Colégio Santo Agostinho parabeniza os alunos pelo empenho e dedicação na realização da Semana Lixo Zero. Incentivar os colegas às ações sustentáveis gera mudanças irreversíveis para o planeta. Com consciência, cuidado e amor, podemos mudar a atual realidade sustentável da nossa casa comum.

Acompanhe as iniciativas do grêmio no Instagram: @gremioaea

Compartilhe