Notícias

06 de junho de 2019

Colégio Santo Agostinho é destaque em maior evento do segmento educacional

O Colégio Santo Agostinho e as obras sociais da SIC - Sociedade Inteligência e Coração, mantenedora do Colégio, participam, todos os anos, da Bett Educar, a maior feira do segmento educacional do Brasil, realizada em São Paulo. Em 2019, o evento, que aconteceu em maio, foi ainda mais especial para o nosso Colégio: foi entregue, pela Microsoft, a placa que certifica o Colégio Santo Agostinho com o tí­tulo de Showcase School. Além disso, profissionais da SIC e professores do CSA foram convidados para ministrar palestras e mostrar as nossas boas práticas. 

Quer saber mais sobre cada uma das novidades? Leia abaixo como foi a Bett Educar:

RECONHECIMENTO COMO MICROSOFT SHOWCASE SCHOOL

Desde o iní­cio do ano, o Colégio Santo Agostinho integra o time de escolas-modelo da Microsoft: uma comunidade global, que reúne um grupo seleto de escolas que exemplificam o melhor do ensino e da aprendizagem no mundo de hoje. A entrega oficial da placa de Microsoft Showcase School foi realizada durante cerimônia especial na Bett Educar, no espaço exclusivo da Microsoft no evento. Educadores de todo o Brasil puderam participar e conhecer as práticas de transformação digital realizadas pelo CSA.

A gestora de Estratégia e Tecnologia da SIC, Carla Caneschi, recebeu a placa das mãos do vice-presidente da Microsoft Educação no Mundo, Anthony Salcito e do gerente sênior em educação da Microsoft, Mark Sparvell. Carla destacou que, durante a Bett Educar, várias instituições de ensino se interessaram em conhecer melhor o processo realizado no Colégio Santo Agostinho para que possam se espelhar em nossas boas práticas. O CSA é a primeira Showcase School de Minas Gerais e uma das 11 escolas participantes do grupo no país. 

A trajetória do Colégio Santo Agostinho, em seu processo de transformação digital e reconhecimento como Showcase School, foi destaque também no Blog de Educação da Microsoft, que anunciou a escola como uma das maiores instituições educacionais do país, que está colhendo excelentes resultados. Clique aqui e leia a matéria completa no Blog de Educação da Microsoft.

meduca-o.png
 INSTITUIÇÃO É ESCOLHIDA PARA APRESENTAR O PROCESSO DE TRANSFORMAÇÃO DIGITAL

A SIC, mantenedora do Colégio Santo Agostinho e de obras sociais, foi convidada pela Microsoft para apresentar para os participantes da Bett Educar o processo de transformação digital em suas Unidades, desde o início, com a escuta, diagnóstico e implementação das primeiras ferramentas até a conquista do título de Showcase School. O analista de Inovação Tecnológica da SIC, Lucas Queiróz, falou sobre todo o processo técnico que viabilizou a realização da transformação e o professor do CSA Contagem, Patrick Bonnereau, deu o seu depoimento sobre como as inovações foram recebidas e aplicadas pelos educadores.

Junto com Lucas e Patrick, a gestora Carla Caneschi contou que, a partir do primeiro passo, a Instituição não parou mais de utilizar a tecnologia como aliada: "Nossos portais pedagógico e administrativo foram construídos no Sharepoint e utilizamos também o Microsoft Teams e várias outras ferramentas". Os profissionais também destacaram para o público presente que, para fomentar, ainda mais, o uso da tecnologia, foram ministradas capacitações para toda a equipe pedagógica. Uma delas era focada na Comunidade de Educadores da Microsoft e possibilitou aos professores a formação em diversos cursos gratuitos, além do acesso a todos os outros recursos da plataforma. No total, 53 professores viraram Microsoft Innovative Educators e 40 se tornaram Microsoft Innovative Educators Experts (MIE Experts - professores especializados no uso da tecnologia em sala de aula).

"Nossos professores estão em constante formação para otimizar o uso da tecnologia no ambiente escolar e já utilizam jogos de aprendizagem e gamificação, proporcionando novos caminhos para o ensino e o desenvolvimento da colaboração. Além do processo de qualificação, agora eles podem se conectar a educadores do mundo todo com o objetivo de compartilhar conhecimentos e trocar experiências sobre como as tecnologias estão transformando a sala de aula. Graças à  participação na comunidade, esse ano, nossos professores Patrick Bonnereau e Ivan Canuto foram representantes brasileiros na Education Exchange, maior evento de educação da Microsoft", afirma Carla.

49.png

ENSINO NA EJA: FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS E NOVAS METOLOGIAS PODEM POTENCIALIZAR O APRENDIZADO

A professora Nuzzia Batista, do Colégio Agostiniano Frei Carlos Vicuña, obra social da SIC que oferece ensino gratuito para as pessoas que mais precisam, também foi convidada para palestrar no espaço da Microsoft na Bett Educar. Nuzzia, que é professora de matemática da Educação de Jovens e Adultos (EJA), apresentou ferramentas tecnológicas e novas metodologias que podem mudar o ensino na EJA. 

Durante sua palestra, Nuzzia provocou reflexões sobre como conectar estudantes, educadores e ensino. A professora apresentou ferramentas utilizadas em sala de aula como o Forms, que permite, por exemplo, a realização de listas virtuais de exercícios; o Skype, que possibilita aulas online e a participação de palestrantes convidados; o Kahoot, plataforma de aprendizado baseada em jogos que possibilita a colaboração entre os estudantes e a fixação do conteúdo; o Plickers, ferramenta para a aplicação de testes rápidos de maneira interativa; o Merge Cube, primeiro objeto holográfico do mundo que pode ser segurado nas mãos e montado pelos próprios alunos, dentre outros. As soluções apresentadas fomentam a criação de ví­nculos com os estudantes e também a colaboração e interação entre eles.

Segundo a educadora, a utilização das ferramentas em sala de aula surgiu com a percepção de que as aulas poderiam ser momentos difí­ceis para os estudantes:  "algumas vezes eles não conseguiam compreender o que eu ensinava. A matemá¡tica, por si só, pode ser muito difí­cil para alunos que não tiveram a oportunidade de estudar na idade correta. Ao mesmo tempo, me tornei uma MIE Expert (Educador Inovador da Microsoft, especializado em conhecimentos sobre o uso da tecnologia em sala de aula) e pude acelerar o meu processo de mudança de ponto de vista enquanto professora", relatou Nuzzia.

Os resultados são muito positivos: "hoje os meus alunos possuem um grupo de WhatsApp, no qual enviamos links das atividades para resolverem em casa. O rendimento aumentou significativamente e, além disso, muitos me relatam, inclusive, um maior engajamento familiar, já que filhos e netos auxiliam e participam" contou a educadora.

Sobre a participação na Bett Educar, Nuzzia destacou a possibilidade de multiplicação dos conhecimentos adquiridos: "É um evento grandioso, no sentido amplo da palavra, muitas novidades sendo apresentadas. Consegui absorver muita coisa boa e estou preparando um material para multiplicar o que vivi para meus colegas de trabalho".

PROFESSOR APRESENTA TRABALHO QUE FOI ESCOLHIDO PELA MICROSOFT PARA REPRESENTAR O BRASIL EM ENCONTRO MUNDIAL

Durante o Fórum de Gestores, espaço exclusivo para lideranças na Bett Educar, o professor do Colégio Santo Agostinho Contagem, Patrick Bonnereau, apresentou o trabalho que levou ao convite da Microsoft para que ele e o professor Ivan Pontelo, também de Contagem, participassem do E2 Paris, maior evento mundial de educação da Microsoft, que foi realizado na França. O trabalho desenvolvido utiliza ferramentas como o Teams, o Excel e o Power Bi. Patrick, que demonstrou para os gestores como funciona o sistema criado e como ele é integrado ao planejamento pedagógico, dividiu o palco com Juliano Menegazzo, gerente de produtos da Microsoft.

A partir do exemplo do projeto desenvolvido por ele e Ivan, Patrick falou sobre como é possí­vel usar a tecnologia e a automação para humanizar a educação. "M
uitos estudantes possuem talentos incrí­veis, que muitas vezes não conseguimos captar nas provas. Entretanto, a equipe de física, por meio da metodologia que usamos, cria projetos interdisciplinares e transversais. Na hora de avaliar alunos usamos um sistema automatizado que acumula pontos à medida que o aluno se engaja e que o avalia em várias frentes e pontos de contato" diz Patrick. O educador afirma que o sistema é simples e flexível, e que permite que o aluno possa ser avaliado quando estiver pronto para isso: "o sistema é de médias, então utiliza a soma da interação com cada aluno. Entendemos que a experiência que o aluno vai viver é muito importante e tem que ser concebida para os vários tipos de inteligência".

Segundo o professor, o sistema tmbém prevê a avaliação da metodologia: "antes do ano letivo começar é possível verificar se as experiências propostas ao longo da etapa, a partir do planejamento pedagógico, estão muito pesadas nas Soft Skills, que são as competências sociocomportamentais, ou se a abordagem está muito pesada nas Hard Skills, como o domínio da linguagem, matemática, etc.". As ações apresentadas - avaliar o aluno de uma maneira diferente e criar um sistema de controle para que a experiência do aluno seja a melhor possível - geram um ótimo resultado de engajamento dos alunos e também de notas. O que pode ser provado com um importante resultado: em testes nacionais de física, os alunos possuem um alto desempenho.


A BETT EDUCAR

Todos os anos, mais de 20 mil pessoas, entre gestores, diretores e educadores se reúnem na Bett Educar para debater sobre práticas de ensino. Empresas que fornecem serviços para o setor apresentam produtos e soluções inovadoras. Além disso, é realizado o Fórum de Gestores, específico para lideraranças da educação. O tema da Bett Educar em 2019 foi "Construindo a educação que o Brasil precisa" e a programação de palestras comtemplou temas pertinentes à  Base Nacional Comum Curricular (BNCC), reforma do Ensino Médio, formação de professores, inclusão, prá¡ticas de sala de aula e de gestão. 

Compartilhe