Notícias

21 de julho de 2020

Alunos são protagonistas no processo de ensino-aprendizagem

A cada dia que passa, nossos professores têm buscado se reinventar nas aulas ao vivo online, conduzindo dinâmicas enriquecedoras para nossos alunos. Neste sentido, a professora de Ciências, do 9º ano, Daniela Magalhães, incentivou os alunos a serem protagonistas no processo de aprendizagem. 

Ao trabalhar o conteúdo de ondas, Daniela estimulou a curiosidade dos alunos sobre a importância das inúmeras aplicações desse tema no nosso cotidiano. E propôs um desafio: que eles pudessem, de forma interdisciplinar, relacionar uma paixão ou algum tema do seu interesse ao conteúdo estudado. 

Após a escolha do tema, os alunos interessados deveriam apresentá-lo aos colegas nas aulas ao vivo on-line. 

Você já imaginou poder relacionar a música com a aula de ciências? 

Foi exatamente isso que a aluna Ana Clara Mucci fez. Em resposta ao desafio da professora, ela propôs relacionar as ondas sonoras ao tema de teoria musical.

A música é composta por ondas sonoras e as notas musicais buscam agrupar diferentes frequências sonoras produzidas por um instrumento. Sendo assim, Ana Clara, em sua apresentação, explicou que cada nota (dó, ré, mi, fá, sol, lá e si) tem altura diferente e isso faz com que a música possua infinitas possibilidades. Ela exemplificou, na prática, com o instrumento Ukulele como chegar a uma determinada frequência. Também utilizou a flauta transversal e o violino para exemplificar a sua aula. Veja trecho da sua apresentação.

A paixão da Ana Clara pela música é inspiradora. O primeiro contato dela com a música foi com 7 meses de idade, quando sua mãe Michele Mucci a matriculou em uma aula de musicalização para bebês. Alguns anos depois ao entrar no Colégio, em 2012, no 1º ano do Ensino Fundamental, Ana Clara ficou sabendo sobre o Projeto Stradivarius e, por conta própria, buscou entrar na Orquestra de Base. Após fazer o processo seletivo e ingressar na Orquestra, ela continuou buscando cada vez mais o aprimoramento na música. Hoje toca flauta transversal na Orquestra Stradivarius. Além da flauta transversal, a Ana Clara toca mais cinco instrumentos: violino, piano, flauta doce, ukulele e, segundo ela, um pouco de violão.

A música está presente na vida da Ana Clara desde muito cedo e ao ouvir o desafio da professora, logo pensou em mostrar aos colegas algo que gosta tanto. “Fico feliz em participar da aula e ajudar os meus colegas a entenderem o assunto. Poder relacionar a minha paixão aos conteúdos de ciências deixa o estudar mais gostoso”, afirma a aluna. 

thumbnail_Outlook-jjccn3vj.jpg pastedImagebase640.png

Aula invertida: o foco principal no aluno 

Além da Ana Clara, alunos de outras turmas do 9º ano também apresentaram temas muito pertinentes. O Bruno Semião falou sobre as formas de captação do som pelo corpo. Já a Ana Luiza Roberto falou sobre o funcionamento e curiosidades do sistema auditivo humano. 

A proposta da professora Daniela de proporcionar uma aula invertida, de forma motivadora, estimulou os alunos a pensarem por si mesmos e a serem protagonistas da aprendizagem, mostrando o conteúdo estudado sob o seu ponto de vista. Além disso, a experiência contribuiu para a aprendizagem dos colegas. 

Compartilhe