Notícias

23 de maio de 2019

Alunos do High School Canadá visitam a fazenda urbana Be Green

Os alunos da 2ª série do Ensino Médio que cursam o programa High School Canada fizeram, no dia 09 de maio de 2019, uma excursão à Be Green Fazendas Urbanas a fim de se suplementar aos conhecimentos adquiridos na aula de Environmental Science (Ciência Ambiental) a prática da sustentabilidade na realidade Belo Horizontina.

A Be Green é uma fazenda urbana com duas unidades no Brasil, localizadas na cidade de Belo Horizonte e de São Paulo, e com uma unidade em construção no Rio de Janeiro. Em Belo Horizonte, a Be Green está situada na parte externa do Shopping Boulevard, no bairro Santa Efigênia. A fazenda urbana nasceu a partir de uma startup cujo objetivo era desenvolver o cultivo de alimentos nas cidades a fim de garantir uma maior seguridade alimentícia, evitar a perda de alimentos, o desgaste do solo e o desmatamento. O projeto também alinha sua prática ao conceito de sustentabilidade, uma vez que gera benefícios sociais e ambientais, além de obter retornos financeiros. 

A Be Green desenvolve o método de cultivo da aquaponia, visando não expor o solo ao desgaste promovido com a agricultura convencional. Esse método consiste no aproveitamento da água e do efluente da psicultura para a irrigação das hortaliças, ofertando às plantas, por conseguinte, os sais minerais necessários ao seu desenvolvimento. Por isso, a fazenda dispõe de três tanques de água para o cultivo de tilápia-do-Nilo (Oreochromis niloticus) e de uma estufa com um sistema de irrigação que funciona por gravidade.  

É importante salientar que não há qualquer uso de agrotóxico no cultivo das plantas e que muito dos materiais que compõem a estrutura da fazenda urbana Be Green são reciclados, como o piso e os bancos de “madeira falsa”.  Ambos foram feitos a partir do reaproveitamento do plástico e da borracha de pneus de carro, e sua coloração foi constituída a partir dos rejeitos de ferro oriundos do rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG). Além disso, a Be Green tem um sistema de capitação da água da chuva com o objetivo de abastecer os vasos sanitários e lavar a calçada. Por fim, a fazenda possui uma fonte de energia eólica para a iluminação do espaço. O retorno financeiro da instituição é obtido com a da venda das hortaliças orgânicas. 

Os alunos do programa High School Canada, além de conhecerem detalhadamente a estufa da fazenda urbana, também tiveram a oportunidade de aprender a como criar um vaso auto irrigável por meio do uso de uma garrafa PET e de plantar nele uma muda de mostarda. Cada um deles também pôde levar para casa uma muda de coentro para que fosse plantado ou consumido. 

Em suma, a reflexão resultante da visitação à Be Green pelos estudantes do High School Canada é de que, apesar de no mercado brasileiro haver pouco incentivo a empresas sustentáveis que priorizam a preservação do meio ambiente ao lucro, é possível obter sucesso nessa área, tendo como exemplo a fazenda urbana Be Green. 

foto10.jpg  foto12.jpg  Foto09.jpg

High School visits Be Green

The High School Canada Year II students, on April 09, went on a field trip to Be Green, aiming to supplement to the knowledge acquired in the Environmental Science classes the sustainability practice in Belo Horizonte’s reality. The visit was made under the coordination of Sheila Leão, the Brazilian representative of the Canadian program, and supervision of Megan Ballock,the teacher who lectures Environmental Science

Be Green is an urban farm which has two operating units in Brazil, one in Belo Horizonte (MG) and another in São Paulo (SP); a third unity in the city of Rio de Janeiro (RJ) is currently under construction. The Be Green facility in Belo Horizonte is located in the external zone of Boulevard Shopping, a mall in the neighbourhood of Santa Efigênia. The urban farm was conceived by a start-up company whose goal was to develop food cultivation in cities in order to guarantee increased food security, avoid food waste and soil wear and reduce deforestation. The project is also aligned to the concept of sustainability as it generates environmental and social benefits, besides obtaining financial returns. 

Be Green food crops are grown through a system named aquaponics, which consists of taking advantage of the water and effluent from fish farming to irrigate the vegetables, thus offering to plants the essential minerals to their development. For that, the farm has three water tanks available for the cultivation of “Tilápias-do-Nilo” (Oreochromis niloticus) and a greenhouse with an inclined watering system. 

It is important to reinforce that the urban farm doesn’t use agrochemicals in the cultivation of the vegetables and that the materials which are part of Be Green’s structure are recycled, such as the flooring and the “plastic wood” benches. They were both produced from recycled plastic and car tires and painted with ink composed by iron tailings derived from the Samarco dam failure in Mariana (MG). Besides that, Be Green has a rainwater harvesting system which is used to supply the restroom toilets and wash the sidewalk. The farm also has its own wind turbines, which is used for night-time lighting. 

The income of the institution is obtained from the sale of organic vegetables. The High School Canada students, besides visiting and having a detailed explanation of how the greenhouse works, also had the opportunity to learn how to build a self-irrigating pot using a PET bottle, where they planted a mustard seedling. Each pupil also took home one coriander seedling, which could be either consumed or cultivated at home. 

The main reflection regarding the field trip to Be Green is that although there are few incentives for sustainable companies to thrive in the national business market, it is still possible to be successful in this field. Be Green is an example of what future successful ecofriendly enterprises should aim for. 

Texto e tradução da aluna Giovanna Franco.

Compartilhe