Departamento de Arte e Cultura (Deac)

Compartilhe

Diante da importância que a arte assume na educação, o Departamento de Arte e Cultura (Deac) do Colégio Santo Agostinho de Belo Horizonte propõe valorizar nos alunos a sua expressividade e potencial criativo, incentivando a formação cultural e ajudando-os a se perceberem como sujeitos de cultura.

Por meio das aulas de artes e de música, constantes da grade curricular, crianças e adolescentes têm a oportunidade de vivenciarem atividades voltadas para seu desenvolvimento criativo e expressão artística, de forma planejada e coerente com a faixa etária e a etapa de desenvolvimento. Além das aulas regulares previstas no currículo escolar, o CSA-BH também oferece aos seus alunos cursos extracurriculares gratuitos de música, dança e teatro, para que possam desenvolver seus talentos e habilidades. As vagas são limitadas e preenchidas no início do ano letivo.

Música em vários estágios

A música está conectada ao processo de ensino-aprendizagem da escola. A vivência musical para os alunos é extremamente agradável. Eles aprendem novos conceitos e desenvolvem diferentes habilidades, melhoram a comunicação e desenvolvem a criatividade, a coordenação e memória.

As aulas de música são ministradas para os alunos do CSA dentro do currículo escolar, desde a Educação Infantil até o 5º ano. E, para aqueles que demonstram interesse específico pela área, o Deac oferece um projeto extracurricular de musicalização, que tem início com aulas de Flauta doce. Numa segunda etapa, os alunos escolhem o instrumento de sua preferência, com o qual darão continuidade aos estudos, e se integram à Orquestra de Base. Ao aprimorar seu desempenho, em uma terceira fase, passam a compor a Orquestra Stradivarius.

Os alunos da Orquestra Stradivarius participam de aulas e ensaios semanalmente. A orquestra já se apresentou em vários concertos em Belo Horizonte e no interior de Minas Gerais, tocando com artistas mineiros consagrados como Tavinho Moura, Fernando Brant e Maurício Tizumba, entre outros.

 

 Grupo de teatro:
revelando talentos

As aulas de teatro têm com objetivo principal promover a desenvoltura e a desinibição do aluno no contato com o público, a expressão oral e corporal, a presença de palco e a articulação das palavras.

As aulas são destinadas a alunos a partir do 7º ano e ministradas semanalmente. O grupo remonta peças teatrais conhecidas e constroi suas próprias peças para apresentações anuais. Alguns espetáculos realizados pelo Grupo de Teatro são: Sonho Dourado, Da Comédia ao Drama, Canção de Assis, Por Quê?, Por Quê? II, Santo Agostinho, Auto de Natal, Atlanta Palace Hotel e Chá de princesas.

Sarandeiros: o Folclore na ponta dos pés

Tendo no folclore a sua inspiração e buscando contribuir para a valorização da cultura popular brasileira, o Grupo de Danças Sarandeiros realiza estudos e cria coreografias baseadas em danças populares presentes de norte a sul do Brasil.

Esse trabalho de suma importância para a valorização de nossas raízes culturais faz dos Sarandeiros do CSA-BH precursor nesse estudo de arte e oferece aos alunos novos olhares acerca de nossa cultura por meio de variedades de ritmos, formas de expressão, trocas de conhecimentos, socialização, entendimento e respeito às manifestações de um povo.

A dança contribui para a formação do caráter, o desenvolvimento de qualidades morais e ajuda a fortalecer aspectos como o domínio de si mesmo, a iniciativa, a responsabilidade, o entusiasmo, a perseverança e o senso de ordem. O espírito de solidariedade e cooperação é exigido, sobretudo na dança em conjunto, por ser um trabalho de equipe.

O Grupo Sarandeiros apresenta-se regularmente em festivais nacionais e internacionais e já foi premiado várias vezes no Brasil. Em seu currículo de sucesso podemos destacar a Jornada Internacional Folclórica da Catalunha (Espanha), as Jornadas Nacionais Folclóricas em Blumenau/SC, Nova Petrópolis/RS, Bento Gonçalves/RS, Olímpia e Indaiatuba (SP) e apresentações em vários espaços culturais em Belo Horizonte com grande sucesso de público e crítica.

O Sarandeiros é, também, um celeiro de talentos. Ex-membros do grupo são hoje professores de dança em escolas de Belo Horizonte. Outros se tornaram bailarinos profissionais e dançam em grupos de Belo Horizonte de renome internacional como o Grupo Corpo.